Pesquisar

Carregando...

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Personagens de Percy Jackson e os Olimpianos

Percy Jackson,  descobre ser um semideus, filho de Poseidon, deus do mar. Percy tem dois melhores amigos: Annabeth Chase e Grover Underwood, que o acompanham ao longo de suas aventuras.
Percy é geralmente retratado como amável, amigável, e, por muitas vezes, disposto a arriscar sua vida para salvar seus amigos e até mesmo seus inimigos. Percy também tem um grande senso de humor sarcástico, e é desse jeito que o livro é escrito. Percy parece antipatizar-se com títulos que lhe são dados, como nos casos dos cavalos que não param de chamá-lo de “chefe” ou “Senhor” sempre que falam com ele. Percy ocasionalmente demonstra ser bastante infantil. Ele tem um imenso sentimento de lealdade para com seus melhores amigos, Annabeth Chase e Grover Underwood. O que Percy mais preza em sua vida são seus pais ( Sally Jackson e Poseidon ), seu irmão Tyson, Grover, Annabeth e o Acampamento Meio-Sangue, a sua verdadeira casa. É emocionalmente instável e não entende os seus sentimentos por Annabeth, até que ela o beija (em A Batalha do Labirinto). Muitas vezes se sente atraído por outras garotas, como Calipso e Rachel Elizabeth Dare. Percy tem esse nome em homenagem a Perseus um semideus filho de Zeus.

Annabeth Chase é uma meio-sangue, filha da deusa Atena, e do mortal Frederick Chase. Quando tinha sete anos ela fugiu de casa e na sua viagem ela conheceu Luke Castellan, Thalia Grace e Grover Underwood. Juntos, eles viajaram para o Acampamento Meio-Sangue, correndo e lutando contra vários monstros. Após a chegada à fronteira do Acampamento Meio-Sangue, Thalia sacrificou a sua vida para Luke e Annabeth poderem entrar no Acampamento sem serem atacados por um exército de monstros. Annabeth morou no Acampamento Meio-Sangue por cinco anos (sem incluir o período após a chegada de Percy Jackson). Annabeth não se dá bem com seu pai e sua família. Segundo ela, o seu pai não ficou muito feliz quando ela apareceu pela primeira vez, e tende a olhar para a garota com um aborrecimento. Seus meio-irmãos parecem não gostar, e sentirem medo dela. Sua madrasta parece odiá-la, e sente que ela põe em risco a família, sendo apenas meio-mortal. No final de O Ladrão de Raios, Annabeth retornou para sua família, para ver se ela podia ficar com eles. Ela era capaz de ficar com eles por cerca de um ano, mas não se sabe se o seu sentimento com a sua família teria mudado. Annabeth é uma boa lutadora, e tem mostrado ser capaz de pensar sobre os pés dela em situações de alta pressão. Apesar disto, Annabeth tem sonhos de ser um arquiteta, na história há muitas referências a esta questão. Em O Ladrão de Raios, ela goza do 3-D holográfico de Sim City do Cassino Lótus, e em O Mar de Monstros, Annabeth demonstrou que seu maior sonho é redesenhar todo o mundo para torná-lo ainda melhor, ficar de bem com Luke novamente, e ter seu pai e sua mãe juntos. Em A Batalha do Labirinto, Dédalo deu seu computador cheio de notas sobre arquitetura para Annabeth, que deu um imenso valor ao objeto. Em O Último Olimpiano, após juntamente com Percy e Grover salvar os olimpianos, os deuses lhe concederam o direito de reformar todo o Olimpo da forma que quisesse. Ela diz que gosta de arquitetura porque odeia quando algo não dura ou lhe decepciona. Mas uma construção pode durar mais de trezentos anos, e se bem executada, não decepcionará. O defeito fatal de Annabeth é o orgulho, como ela revelou em O Mar de Monstros. Nos três primeiros livros Annabeth aparenta ter uma queda por Luke, mas, só no terceiro que ela apresenta um afeto maior que amizade pelo Percy, apesar de ele já passarem por momentos românticos, mas, só em A Batalha do Labirinto, Annabeth dá seu primeiro beijo em Percy, no Monte Santa Helena. Depois do segundo beijo dos dois em O Último Olimpiano, Annabeth e Percy começam a namorar. No total eles já tiveram três beijos, sendo o último quando eles são jogados na água pelos seus amigos, assim, Percy beija Annabeth dentro da água.


Grover é o melhor amigo de Percy Jackson, com quem ele tem uma conexão empática, ou seja, se um dos dois morre, o outro provavelmente irá morrer, ou ficará permanentemente em estado vegetativo. Grover é mostrado sendo um pouco covarde, ficando com medo facilmente. Mas ele sempre tenta defender os seus amigos e é muito leal. Sendo um sátiro, Grover ama a natureza, e odeia a poluição, e os caçadores. No terceiro livro, é revelada uma enorme paixão por Artêmis, a deusa da caça. Ele comenta, “Ela é tão… na natureza.” Sua namorada é uma dríade chamada Juníper. Eles são primeiramente apresentados em conjunto na batalha do labirinto. Curiosamente, uma vez que ele tinha uma caidinha por um mirtilo Bush, e, por muitas vezes, ajuda animais. No final do primeiro livro, Grover sai numa viagem à procura de Pã, deus da natureza que desapareceu há séculos atrás. Todos os sátiros acreditam que ele ainda está vivo, e desejam trazê-lo de volta para deixar a natureza como era antes, mas Grover é atraído como todos os sátiros com licença de buscador para uma ilha de monstros e quase se casa, forçado, com Polifemo, um enorme ciclope que ama carneiros.


Luke aparece pela primeira vez em “O Ladrão de Raios”, sendo o conselheiro do chalé de Hermes e agindo de forma amigável com Percy. Chegou a Colina Meio-Sangue aos 14 anos, junto de Annabeth Chase, Thalia Gracee e Grover Underwood. Após a chegada à fronteira do Acampamento Meio-Sangue, Thalia sacrificou a sua vida para Luke, Annabeth e Grover pudessem entrar no Acampamento sem serem atacados por um exército de monstros. Ele possui uma cicatriz no rosto que mais tarde é explicada como sendo o resultado de uma batalha com um dragão no jardim das Hespérides numa missão dada por seu pai. Luke falha nessa missão, e a falta de consideração de seu pai por ele ter sobrevivido gera seu grande ódio em relação aos Deuses do Olimpo. No final de “O Ladrão de Raios” é revelado que Luke era o verdadeiro ladrão do raio-mestre de Zeus e do capacete de Hades. No final do livro, Luke é descoberto por Percy e então trai o Acampamento em prol de Cronos. A partir daí, se torna um dos antagonistas recorrentes da história, tendo Cronos inclusive se apossado de seu corpo por algum tempo. Luke morre no livro “O Último Olimpiano”, quando Percy lhe dá a faca de Annabeth. Luke se suicida ao esfaquear seu braço esquerdo, onde a sua mortalidade se mantinha intacta depois do seu banho no rio Estige. Quando morre, Luke pede a Percy que se certifique de que todos os semideuses sejam definidos a fim de evitar que os filhos de deuses se sintam desprezados novamente. Apesar de ele ter sido um vilão ao longo de toda a coleção, segundo a perspectiva de Percy, ele é respeitado e tratado como um herói no fim, sendo também desculpado por todos. Este é também o tal ‘herói’ mencionado pelo Oráculo nas profecias existentes ao longo da saga. Annabeth foi apaixonada por Luke desde antes de conhecer Percy até um tempo depois — não descrito nos livros —, e sempre o protegeu dizendo que Luke não sabia o que fazia.

Nico é o filho do Deus Hades e da mortal Maria di Angelo, é o irmão mais novo de Bianca di Angelo. Não se sabe muito sobre seu passado ou sua irmã. Nico e Bianca nasceram antes da Segunda Guerra Mundial, assim Hades nunca quebrou o juramento de nunca ter filhos com mortais. Os dois moravam em Washington DC, quando Nico tinha cerca de 1 ano de idade e Bianca 3, sua mãe morreu quando Zeus atingiu o hotel que estavam hospedados com um raio tentando matá-los. Ambos foram levados para o Lotus Hotel e Cassino em Las Vegas por Alecto, uma fúria, disfarçada de advogado, a fim de protegê-los. Alecto foi também instruída por Hades para lhes banhar no rio Lete para limpar as suas memórias. Logo que sua mãe morreu, o Oráculo apareceu á destruição do hotel, e foi amaldiçoado por Hades para que sua alma nunca descanse e permaneça em seu corpo morto até que ele e seus filhos passem a ser aceitos no Olimpo, o que resultou na permanencia do Oráculo de Delfos no Acampamento Meio-Sangue. Após se passar 70 anos em que estavam no Hotel, (o que para eles pareceu um mês), Alecto os levou para a Escola Militar Westover Hall. Onde foram achados e levados para o Acampamento Meio-Sangue.

Rachel só aparece uma vez no livro A Maldição do Titã ajudando Percy a fugir dos esqueletos guerreiros, que vieram à vida graças a Atlas. Percy fica confuso ao ver que ela consegue ver os monstros e sua espada mágica, Contracorrente. Rachel tem uma importância maior nesse livro. Logo no primeiro capítulo, ela aparece na escola Goode High School, a qual Percy frequenta. Rachel percebe que as líderes de torcida, Kelli e Tammy, são na verdade empousas, e ordena que Percy fuja quando elas estão se apresentando para o pessoa da escola. Ela ajuda Percy a derrotá-las e causa ciúmes em Annabeth, quando ela a vê junto com Percy. Ela aparece mais tarde, quando Percy a convida para guiá-los em meio ao labirinto, pois somente um mortal com o poder de ver através da névoa poderia fazer isso com eficiência. Ela está presente quando Percy luta contra Anteu. Annabeth começa a demonstrar não gostar de Rachel, devido ao fato dela mostrar alguns sentimentos ocultos por Percy, e até a apelida de pesadelo ruivo. Ela também está presente quando Grover, Percy, Annabeth e Tyson encontram Pã e fica com vergonha de admitir que o seu pai é uma das causas da morte do deus, pois ele destrói florestas para construir shoppings. Logo no começo do último livro, O Último Olimpiano, Rachel começa a revelar seus interesses por Percy, dando-lhe um beijo e convidando-o para viajar junto com ela e sua família à uma praia. Aparece mais tarde em um sonho de Percy, no qual ela desenha a guerra de Manhattan e Luke. Percy fica intrigado, pois não havia falado nada sobre esses fatos com ela. Aparece em outro sonho, no qual ela escreve na areia uma mensagem para Percy, a qual ele não consegue identificar e fica sabendo mais para o final do livro. Nesse mesmo sonho, ela convence o pai a voltar para a cidade, prometendo que iria para a Academia Claron para Moças. Percy e Annabeth a resgatam de um avião em queda, quando ela estava retornando. Rachel tem sua entrada permitida no Olimpo e lá conta a Percy que ele não é o heroi da Grande Profecia e diz que estava errada em relação aos seus sentimentos por ele, pois ela percebe que namorar Percy não era o seu destino. No meio da batalha final, ela sequestra Blackjack e vai para o Acampamento Meio-Sangue, onde ela sofre um ritual que a faz se tornar o novo oráculo. Em O Herói Perdido, Rachel, que agora é o novo oráculo do Acampamento, possui uma caverna destinada a ela. Ela aparece no chalé de Hera, juntamente com Annabeth e Piper, onde fica possuída por Hera e revela que a deusa está presa e que precisam de uma missão para salvá-la. Mais tarde, em volta à fogueira, Rachel recita a nova Grande Profecia para todos os campistas.

Tyson era o melhor amigo de Percy em uma de suas escolas. Percy e os outros achavam que ele era apenas um simples garoto de rua (Que morava em uma caixa de geladeira), quando na verdade era um ciclope, filho de Poseidon e meio-irmão de Percy. Possui grandes talentos para forja de armas. No final do 2º livro foi convidado para trabalhar nas forjas submarinas de seu pai. Tyson volta a aparecer nos outros livros, sempre ajudando Percy e seus amigos contra as forças de Cronos. Apesar de muito infantil, Tyson é inteligente e prestativo.


Quíron é também conhecido como Sr. Brunner, Mestre Imortal de Heróis, e Diretor de Atividades – Acampamento Meio-Sangue. Cidade natal: Acampamento Meio Sangue, Long Island, Nova York. Arma preferida: arco e flecha. O centauro Quíron é filho de Cronos, foi quem deu a espada Anaklusmos (Contracorrente), à Percy em O Ladrão de Raios.


Thalia: Thalia Grace é a filha de Zeus, um dos “Três Grandes” deuses gregos (os outros dois que são Poseidon e Hades). Grover Underwood foi incumbido de vigiá-la quando ela fugiu de casa aos dez anos pouco depois de seu irmão Jason ser levado ao Acampamento Meio-Sangue romano(Jason é filho de Jupter versão romana de Zeus), quase chegando ao Acampamento Meio-Sangue dois anos depois. Em sua viagem, ela conheceu Annabeth Chase e Luke Castellan que jamais souberam de Jason, o último dos quais ela logo desenvolveu sentimentos românticos. Eles tiveram breves encontros com as Caçadoras de Ártemis, e mais tarde ela foi convencida a se juntar as mesmas por Zoë Nightshade. No caminho do acampamento, Thalia e seus companheiros (Annabeth Chase, Luke Castellan eGrover Underwood) foram capturados por um Ciclope em Nova York, mas graças à Annabeth Chase, o grupo foi libertado. Nesse tempo em que ficaram capturados, as criaturas que os perseguiam tiveram tempo para alcançá-los. Próximos de chegar à Colina Meio-Sangue, os monstros os alcançaram, e Thalia deu cobertura para que Luke, Grover e Annabeth passassem sobre o limite da fronteira enquanto ela os enfrentava. Ela sacrificou sua vida por seus amigos, mas seu pai, Zeus ficou com pena dela e transformou-a em um pinheiro para preservar a sua alma, mantendo o resto do acampamento seguro. Thalia é uma lutadora muito hábil e, como ela afirmou em A Maldição do Titã, ela é capaz de vencer Luke em uma batalha (o que Percy nunca conseguiu fazer direito). Também é mencionado ao longo da série que Thalia tem um estilo punk e está sempre ouvindo bandas de rock e/ou punk. Annabeth compara Thalia a Percy, dizendo-lhe: “Vocês são tão parecidos que é assustador. Ela poderia ser sua melhor amiga, ou sua pior inimiga” Thalia quer ser forte como muitas pessoas acreditam, mas às vezes é muito sensível. Ela adora Quíron como um pai e acredita que seu pai não se importa com ela. Ela respeita profundamente Poseidon, mas não se sabe o porquê. Seu deus favorito é o Pan. Ela também é conhecida como cheeseburger, mencionado duas vezes na série. Ela também parece ser relutante em usar o sobrenome de sua mãe. Na sequencia da série (The Heroes of Olympus), todos descobrem que Jason é seu irmão, caso que ela havia escondido de todos por achar que ele estava morto. Logo se descobre que ela realmente o amava e tentava protege-lo de sua mãe, que era uma irresponsável atriz de cinema. Muito embora ela tenha rido do fato de que (quando tinha dois anos) seu irmão tentou comer um grampeador, no qual desenvolveu uma cicatrtiz que foi seu modo de reconhece-lo.

Clarisse:  semideusa filha de Ares, não se dá bem com Percy ou Annabeth, namora com Chris Rodriguez.
Charles Beckendorf: semideus filho de Hefesto, namorado de Silena Beuregart.
Silena Beuregart: semideusa filha de Afrodite, namorada de Charles Beckendorf.
Irmãos Stoll: Connor e Travis Stoll, são semideuses filhos de Hermes, e gostam de fazer vários tipos de pegadinhas e brincadeiras com outros semideuses.
Bianca: Bianca di Angelo é, assim como seu irmão Nico di Angelo, filha de Hades. Ela se torna uma Caçadora de Ártemis assim que descobre ser uma semideusa, e morre no ferro velho de Hefesto, se sacrificando para que o resto do grupo ( Zia, Grover, Thalia, e Percy ) continuassem sua busca para salvar Annabeth e Ártemis, que haviam sido capturadas.
Zeus, soberano do Monte Olimpo, e um dos “Três Grandes”. Cidade natal: Monte Olimpo ( atualmente locazilado no 600º andar do Empire State Building, Manhattan). Arma preferida: Raio Mestre. Alguns filhos: Hércules, Perseu, Helena de Tróia, Thalia Grace, etc.

Poseidon é o deus do mar. Poseidon, é também conhecido como Deus do Mar, um dos “Três Grandes”, e pai de Percy. Cidade natal: o fundo do mar. Arma preferida: Tridente. Alguns filhos: Belerofonte, Hirieu, Abas, Neleu, Pélias, Polifemo o ciclope, e Percy Jackson.

Ares é o deus da guerra. Ares é também conhecido como Pai de Clarisse. Cidade natal: Monte Olimpo ( embora no adesivo do para-choque esteja escrito: “Não nasci em Esparta, mas cheguei aqui o mais rápido que pude”. Arma preferida: Você escolhe, ele se vira.

Atena é a deusa da sabedoria e das estratégias de guerra. Atena é também conhecida como Mãe de Annabeth. Cidade natal: Cabeça de Zeus, da qual ela nasceu já vestida de armadura completa.

3 comentários: